TRADUTOR / TRANSLATER

TRADUTOR / TRANSLATER / TRADUCTEUR / TRADUCTOR / TRADUTTORE
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Quem sou eu

Minha foto

Bem vinda(o) à página de Ton MarMel, Artista Visual, que desde criança manifestou dotes para pintura, desenho, escultura, frequentou a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, recebeu inúmeros prêmios, participou de dezenas de salões de artes, exposições INDIVIDUAIS no Brasil e exterior, é Advogado, doutor em Direito Público há mais de 15 anos, que tem a missão de oferecer obras de artes, serviços artísticos experientes e conhecimentos de excelência com criatividade, segurança e eficiência, inclusive para ASESSESSORIA ARTÍSTICA, CONSULTORIA ON LINE.  (º--º)  Meu trabalho é conhecido e reconhecido por várias pessoas físicas e jurídicas pois presto serviços e ATENDIMENTOS INDIVIDUAIS E EM GRUPOS, inclusive como PALESTRANTE sobre arte social, direito, projetos sociais de relevância, desenvolvimento pessoal, motivação, empoderamento, liberdade emocional.



TOTAL DE VISITANTES

TOTAL DE VISITANTES

SEGUIDORES DE MARMEL

PESQUISAR NESTE SITE?

RECEBER NOTÍCIAS DE PUBLICAÇÕES? DIGITE E-MAIL

quinta-feira, dezembro 19, 2013

2014: ANO DO CAVALO

De acordo com a Astrologia Chinesa, o ano de 2014 será regido pelo Cavalo. Por isso, o período será ideal para cultivar a versatilidade, a praticidade, a renovação, a diplomacia, a cooperação e o progresso.



Assim, as pessoas estarão mais entusiasmadas e autoconfiantes e terão tendência a agir impulsivamente e a se arriscar em busca de resultados. Por outro lado, se abusarem da racionalidade e indecisão poderão perder oportunidades.

A fase facilita a expansão da mente do conhecimento por meio de estudos e meditação. Além disso, as atividades sociais estarão favorecidas, facilitando a comunicação e os relacionamentos interpessoais. 

Indústrias, educação, atividades relacionadas com as invenções terão destaque e crescimento no ano que começa.












sexta-feira, dezembro 13, 2013

SELFIE: OBAMA, MICHELLE E HELLE


SELFIE: A NOVA ONDA DOS AUTORRETRATOS. Os selfies são a nova onda das redes sociais de fotografia. Trata-se daquelas poses focadas no rosto, com o celular virado para o espelho, fazendo biquinho, mostrando o braço malhado da academia, o look da balada, a maquiagem da noite e por aí vai… Tanto é assim que o dicionário Oxford elegeu o termo como palavra do ano — após registrar um aumento em 17.000% no uso da expressão. 



A origem da palavra surgiu em 2002, na Austrália, e era uma gíria usada na época. Nos últimos dois anos, o uso do termo virou um hábito. Tanto pessoas comuns quanto artistas têm feito valer esse crescimento. Na rede social de fotos Instagram, até o fechamento desta edição, a expressão foi usada quase 61 milhões de vezes. Ao traduzir para o português, está presente em quase 3 milhões de imagens no aplicativo. 



O discurso de Barack Obama deu o tom da homenagem feita a Nelson Mandela nesta terça-feira (10/12), mas nas arquibancadas do estádio Soccer City, em Soweto, o que realmente agitou as redes sociais foi a foto 'selfie' do presidente americano ao lado dos primeiros-ministros de Dinamarca e Reino Unido.


O fotógrafo da AFP Roberto Schmidt capturou o instante em que, na arquibancada do estádio, a primeira-ministra dinamarquesa, Helle Thorning Schmidt, em companhia de David Cameron e Barack Obama, segura o smartphone e tira, ela mesma, uma foto com os dois colegas - todos muito sorridentes.

Todos os dias, milhões de 'selfies' - do inglês "selfportrait", autorretrato - aparecem em redes sociais como Instagram, Facebook e Twitter, postadas tanto por anônimos quanto por famosos. Esse fenômeno ganhou tanta amplitude que o prestigioso dicionário britânico Oxford escolheu a palavra 'selfie' como verbete do ano em 2013.

Uma vez divulgada pela AFP, a inusitada foto - tirada durante um momento tão solene - foi imediatamente divulgada por todos os grandes meios de comunicação (BBC News, NBC News, USA Today, Huffington Post, Daily Mail, Buzz Feed, Le Monde, etc.), compartilhada e comentada em todas as redes sociais, especialmente no Twitter.

As inúmeras reações foram da crítica à consternação - "como líderes mundiais podem se comportar como adolescentes num momento como este?", se perguntavam alguns - passando pela diversão e ironia.

"Deveria haver uma proibição de 'selfies' durante cerimônias de homenagem e funerais, não?", perguntou o internauta @JeffryHalverson, em sua conta no Twitter.

"Esta é a 'selfie' mais importante de 2013?", perguntou o site BuzzFeed.

Inúmeras pessoas notaram que, na mesma foto, Michelle Obama pode ser vista à esquerda de seu marido, um pouco de lado, mantendo o ar sério e respeitoso - postura esperada num dia de homenagens fúnebres a um dos maiores homens do século XX.

Quanto à 'selfie', até esta tarde ninguém sabia se a primeira-ministra dinamarquesa iria postá-la em sua página no Facebook, onde ela sempre exibe fotos, ou se esta iria deixá-la em seu álbum particular.





segunda-feira, dezembro 09, 2013

Clip de video institucional que passará a ser anexado e exibido em todos  os vídeos produzidos por Galeria MarMel visualArtes


Esperamos que amigos, parceiros e colegas aprovem o projeto que pretende-se representar e refletir o conceito e preocupação com a arte, projeto de arquitetura, direito autoral.

  

quinta-feira, dezembro 05, 2013

BOAS FESTAS

 Vídeo dedicado aos amigos, parceiros e familiares. criado a partir de pinturas pertencentes a série Paixão da Via Sacra; o "xis" da opção. 

Afinal, pelo menos uma vez por ano, um dia santificado deve brilhar e inspirar cada ser com a mesma esperança e alegria de uma criança que um dia nasceu em cada pessoa, pois o Verbo do altíssimo senhor - criador do universo e propulsor da vida - se reveste de um corpo.

 A Justiça e a Arte são os fundamentos de seu trono.

Que os ceus se alegrem e a terra exulte diante da face que representa essa renovação na vida, pois ela faz maravilhas aos que acreditam em seu poder muito além do tempestivo festival de iguarias e consumismo que caracterizam a nobre data.

FELIZ NATAL. PRÓSPERO ANO NOVO.

Abraços,

Ton MarMel.







segunda-feira, dezembro 02, 2013

MUITAS RISADAS

A despreocupação é um exercício sagrado, pois resulta num estado de ânimo alegre que atrai todo tipo de bençãos, as quais nunca se circunscrevem a uma pessoa só, mas se irradiam em benefícios para todas as pessoas próximas, sejam conhecidas ou não.



Humanos preocupados, esmagados sob o peso de suas tensões e falta de resolução são também humanos que criam dificuldades para todas as pessoas próximas, conhecidas ou não.

Independentemente de quão graves sejam os problemas que alguem esta sofrendo, nada indica que persistir no estado de ânimo acabrunhado signifique avanço ou melhoria. Pelo contrário, só com alegria e despreocupação se avança.

Todo dia é uma oportunidade de praticar a sagrada arte da despreocupação, e, assim, contribuir para melhorar o mundo. 






TERRA PLANA E VIDA IRRETORNÁVEL

A noção de que o planeta Terra é plano advém da ideia de sua grande extensão e do fato de que a parte habitada do planeta é a sua superfície enorme e plana, ao invés de curvada ou esférica.



Assim, a noção de que durante a Idade Média haveria uma "crença na Terra plana" foi forjada no século XVIII, e ainda é uma visão popular entre não-especialistas.

Então, reavivadas as dúvidas dos antepassados, tem-se que num planeta esférico como o nosso, ligeiramente achatado nos pólos, que gira em torno de si mesmo e, ao mesmo tempo, gira em torno do sol, SE VOCÊ ANDAR BASTANTE A ESQUERDA VIRARÁ DIREITA, O DE CIMA VIRARÁ PARA BAIXO, E O NORTE VIRARÁ SUL. Essa é a vantagem da esfera: não poder deixar nada para trás, porque um dia o encontraremos de frente.


Ao que tudo indica, o próprio infinito é uma esfera, cujo entro está em todas as partes e sua circunferência em nenhuma. Todos andamos muito o tempo inteiro, essa terra que achamos estável e sólida embaixo de nossos pés singra o espaço sideral a velocidade estonteante, milhares de quilômetros a cada instante. Como poderíamos, então, deixar de enfrentar o que deixamos para trás em toda esse esférico universo e planetas? Não poderíamos! É infalível que encontremos pela frente o que deixamos para trás até porque o mundo dá voltas. Portanto, o melhor sempre deixar o menos possível a ser resolvido.





segunda-feira, novembro 25, 2013

CAZUZA: SEM MÁSCARA

'Fui ver o filme Cazuza há alguns dias e me deparei com uma coisa estarrecedora... As pessoas estão cultivando ídolos errados. Como podemos cultivar um ídolo como Cazuza? 


Concordo que suas letras são muito tocantes, mas reverenciar um marginal como ele, é, no mínimo, inadmissível. 

Marginal, sim, pois Cazuza foi uma pessoa que viveu à margem da sociedade, pelo menos uma sociedade que tentamos construir (ao menos eu) com conceitos de certo e errado. 

No filme, vi um rapaz mimado, filhinho de papai que nunca precisou trabalhar para conseguir nada, já tinha tudo nas mãos. A mãe vivia para satisfazer as suas vontades e loucuras. O pai preferiu se afastar das suas responsabilidades e deixou a vida correr solta. 

São esses pais que devemos ter como exemplo? 

Cazuza só começou a gravar porque o pai era diretor de uma grande gravadora... 
Existem vários talentos que não são revelados por falta de oportunidade ou por não terem algum conhecido importante. 

Cazuza era um traficante, como sua mãe revela no livro, admitiu que ele trouxe drogas da Inglaterra, um verdadeiro criminoso. Concordo com o juiz Siro Darlan quando ele diz que a única diferença entre Cazuza e Fernandinho Beira-Mar é que um nasceu na zona sul e outro não. 

Fiquei horrorizada com o culto que fizeram a esse rapaz, principalmente por minha filha adolescente ter visto o filme. Precisei conversar muito para que ela não começasse a pensar que usar drogas, participar de bacanais, beber até cair e outras coisas, fossem certas, já que foi isso que o filme mostrou. 

Por que não são feitos filmes de pessoas realmente importantes que tenham algo de bom para essa juventude já tão transviada? Será que ser correto não dá Ibope, não rende bilheteria? 

Como ensina o comercial da Fiat, precisamos rever nossos conceitos, só assim teremos um mundo melhor. 

Devo lembrar aos pais que a morte de Cazuza foi consequência da educação errônea a que foi submetido. Será que Cazuza teria morrido do mesmo jeito se tivesse tido pais que dissessem NÃO quando necessário? 

Lembrem-se, dizer NÃO é a prova mais difícil de amor. 
Não deixem seus filhos à revelia para que não precisem se arrepender mais tarde. A principal função dos pais é educar... Não se preocupem em ser 'amigo' de seus filhos. 

Eduque-os e mais tarde eles verão que você foi à pessoa que mais os amou e foi, é, e sempre será, o seu melhor amigo, pois amigo não diz SIM sempre.' 

(TEXTO PRODUZIDO POR KARLA CHRISTINE, PSICÓLOGA CLÍNICA, APÓS ASSISTIS AO FILME CAZUZA)

quinta-feira, novembro 14, 2013

ATO DE CRIAR

Há pintores, escultores, escritores, artistas de tema único que é repetido a cada trabalho, durante toda a vida desses artistas. Novo apenas no aspecto formal pois quanto ao conteúdo este está mais próximo de um carimbo sem graça e sem novidade que lembra cena do apertar de parafusos em fábrica do filme Tempos Modernos. 


(/Sobre traços e indícios da realidade na arte e na vida. Por Ton MarMel. 2013)

Apesar de constante a vida de cada pessoa tem suas novidades e repetições todos os dias, e o ato de criar deve ser espelho daquilo que acontece na vida do artista, caso contrário seu trabalho é uma fraude e ofensa a autenticidade na arte.


(Sobre o jogo de sedução. Por Ton MarMel. 2013)

Fazer da repetição formal uma marca, uma assinatura, um estilo para ser reconhecido e apontado é ato criativo apenas nos primeiros trabalhos de arte, e após o terceiro ou quarto trabalho desenvolvido com as mesmas linhas, traços e cores além de tornar-se enjoativo é claro sinal de comodismo, de falta de criatividade, de falta de cultura e leitura sobre si mesmo, sobre o cotidiano das pessoas, sobre os objetos que cercam o artista; é não transcender ao quintal de sua casa; é concentrar-se apenas numa única árvore sem levantar voo para possuir uma visão completa da floresta na qual está situada sua árvore de vida em relação ao planeta e em relação ao universo.


(Ainda sobre a Paz. Por Ton MarMel. 2013)


No passado o ato repetitivo foi valorizado, mas hoje graças ao advento da ferramenta da internet a repetição não tem mais lugar, e a imagem que se viu hoje publicada ou na parede transforma-se rapidamente em peça de museu em poucas horas, perde a graça da novidade face as milhares de imagens, fotos e informações que chegam a cada segundo, deixando apenas no olhar do expectador o desejo pelo objeto novo. Portanto, deixai a imaginação ocupar o lugar da imaginação que é a vida.


(Ton MarMel)



RECORDE DE VENDA: FRANCIS BACON

R$ 331.792.000,00 (Trezentos e trinta milhões e oitocentos e sessenta mil reais) POR UM QUADRO DE FRANCIS BACON. MAIOR VALOR PAGO POR UMA OBRA DE ARTE EM UM LEILÃO. A semana foi de recordes na casa de leilões Christie’s, em Nova York. Na noite de terça-feira (12/11), a casa vendeu o tríptico Três estudos de Lucien Freud, assinado por Francis Bacon, por R$ 331.792.000,00 (US$ 142,4 milhões), maior valor já pago por uma obra de arte em um leilão. A soma chegou a superar a venda de O grito, de Edvard Munch, arrematado por US$ 119,9 milhões na Sotheby’s, em 2012.

.



Datada de 1969, a obra de Bacon foi feita como uma homenagem e uma provocação ao colega e também pintor Lucien Freud, considerado um rival. O leilão em Nova York reuniu um conjunto de celebridades do mercado de arte. No luxuoso salão da Christie's no Rockfeller Center que reuniu 10 mil visitantes, Larry Gagosian, proprietário da galeria homônima, uma das mais prestigiadas da cidade, e Hong Gyu Shin, da Shin Gallery, outra referência nova-iorquina do comércio de arte, tentaram, em vão, adquirir a pintura. Gagosian representava um cliente e chegou a dar lances de US$ 101 milhões, mas não deu conta de acompanhar o leilão.
.
O comprador, o marchand William Acquavella, disse ter adquirido o tríptico para um cliente que prefere manter-se anônimo. No início do leilão, a Christie’s estimou o valor da obra em US$ 85 milhões. Quando os lances chegaram a US$ 142,4 milhões, houve 10 minutos de silêncio antes que o leiloeiro batesse o martelo final. O recordes não pararam em Bacon. A casa alardeou o leilão como um dos maiores do ano, com uma estimativa de US$ 20 milhões em vendas de pinturas e esculturas. Cerca de 10 mil visitantes passaram pela sala de exposição para conferir as obras e o total de vendas do leilão chegou a US$ 691,5 milhões (R$1.611.195.000,00).


(Fonte: CB-NY)
 

quinta-feira, novembro 07, 2013

VÍRUS DO AMOR

VÍRUS DO AMOR (do latim vírus é “veneno”, “toxina”, e amor é “amoris”, “diliges”, portanto vírus do amor é “virus amoris”).


(Vírus do Amor. Ilustração de arte visual criada por Ton MarMel com fundamento na conceituação científica do vírus. 2013)


São organismos biológicos com grande capacidade de multiplicação dotado de estruturas simples de pequenos agentes infecciosos, muito menores que bactérias, que só podem ser vistos por microscópios eletrônicos, constituídos por uma ou várias moléculas de ácido nucleico (DNA ouRNA) e que apresentam a forma de uma fita simples ou dupla revestidas de proteínas e lipídeos.

Entretanto, fora do ambiente intracelular, os vírus são inertes. Porém, uma vez dentro da célula, a capacidade de replicação dos vírus é surpreendente: um único vírus é capaz de multiplicar, em poucas horas, milhares de novos vírus.

Os vírus são capazes de infectar todos os seres vivos. Desta maneira, os vírus representam a maior diversidade biológica do planeta, sendo mais diversos que bactérias, plantas, fungos e animais juntos. 

Além disso, os antibióticos não servem para combater os vírus. Alguns tipos de remédios servem apenas para tratar os sintomas das infecções virais. As vacinas são utilizadas como método de prevenção, pois estimulam o sistema imunológico das pessoas a produzirem anticorpos contra apenas determinados tipos de vírus.

NO DETALHE: A obra parte do formato de um ovo ("ab inítio" ou "ab ovo" e premissa da vida mais conhecida e ilustrada) formatado por fita infinita contendo ao centro dois corações em posições opostas - símbolos do amor e sentimento - em situação de fusão e amplexo nas cores azul (masculino) e vermelho (feminino) em alusão aos elementos opostos água e fogo, respectivamente, em ambiente etéreo.  

Afinal, quando dois corações se unem verdadeiramente, criam um laço que o homem não pode apagar. Mas, para que essa magia aconteça e prevalesça afaste-se de tudo que te atrasa, engana e retém. Aproxime-se de tudo que te completa, faz feliz, te quer bem, quer te ver feliz, respeitando-se mutuamente.




(Ton MarMel)

quinta-feira, outubro 31, 2013

GATO PRETO

Lembrando do Hallowen... PENSE EM UM NÚMERO POSITIVO. MULTIPLIQUE ESSE NÚMERO POR 2. SOME 6. DIVIDA PELA METADE. SUBTRAIA O NÚMERO QUE VOCÊ PENSOU NO INÍCIO.... O RESULTADO É 3!!! Surpresa!!! Não entendeu? Que macumba é essa?!  




(Título:Gato Preto, da série Que macumba é essa?! Técnica: Nanquim, grafite e giz-de-cera sobre papel cartonado. Autor: Ton MarMel)





CORES, CORAÇÕES E TINTAS

Naturalmente, certas coisas não podem voltar a ser com eram, tais como as cores, corações e tintas usados, pois a vida é curta, mas as coisas boas e as emoções que podemos deixar podem durar uma eternidade.


(Cores, corações e tintas. Pintura óleo sobre tela pertencente a série Nós, Brinquedos. Autor: Ton MarMel) 




quarta-feira, outubro 09, 2013

NÃO EXISTE TEMPO RUIM PARA QUEM AMA

NÃO EXISTE TEMPO RUIM PARA QUEM AMA: CALENDÁRIO DO AMOR TOTAL DE TON MARMEL!!!

(Trabalho realizado a partir de pesquisa de folhetos e panfletos de propagandas que circularam no Brasil na década de 1970 - Ton MarMel)


Este é o único que confio. Neste você pode confiar. Neste não tem mau tempo, e em toda estação é o lugar. É garantia de amor o ano todo. Neste, o amor não é semanal, mensal ou anual, é muito mais que oral. É garantia de prazer total. - Recomende para suas amigas e amigos. Agora também na versão light-teen sem imagens sugestivas. 

------ #------


THERE IS NO TIME FOR THOSE WHO LOVE BAD: CALENDAR OF LOVE TOTAL MARMEL TON!! This is the only one I trust. In this you can trust. This does not have bad weather, in every season and is the place. Guaranteed to love throughout the year. In this, love is not weekly, monthly or yearly, is much more than oral. Guaranteed to total pleasure. - Recommend to your friends and friends. Now also in light-teen version without suggestive images. 

(NÃO EXISTE TEMPO RUIM PARA QUEM AMA: PROVA DE MATEMÁTICA! - Ton MarMel) 



(anTONio MARtins MELo - TON MARMEL)



terça-feira, outubro 08, 2013

SABOTADORES DE SONHOS

Quem nunca ouviu de uma pessoa próxima frases do tipo "tomara que você consiga, mas será muito difícil"? Mesmo que não seja por maldade, os destruidores de sonhos estão por toda a parte.

[EM CASO DE GENTE CHATA, FOFOCAS, FUXICO, MENTIRAS; E QUANDO SE PRECISAR ESTAR EM UM LUGAR DE PESSOAS CHATAS POR NECESSIDADE SOCIAL QUE NÃO SE PUDER EVITAR, USE ESSE BOTÃO QUE TE FARÁ BEM. (Ton MarMel)]



Pergunte a uma criança o que ela quer ser quando crescer. Provavelmente, você receberá como resposta uma profissão aparentemente inalcançável para nós, meros mortais, como astronauta, pintor ou astro do rock. Mesmo quem já cresceu tem sonhos trabalhosos, por assim dizer, que podem ser desde perder peso a comprar o apartamento dos sonhos. O problema começa quando os "matadores de sonhos" cruzam o caminho dos outros. Eles estão por todos os lados e podem até gostar de você, mas tentarão lhe fazer mudar de ideia. Comentários como "tomara que você consiga, mas saiba que será muito difícil" ou "espero que você não desista de novo" são motes pseudoencorajadores usados por eles. Como driblá-los?



Dizem que somos do tamanho dos nossos sonhos. Pois os sabotadores também. Denise Vilas Boas, psicóloga analítica comportamental e vice-presidente da Associação Brasileira de Psicologia e Medicina (ABPMC), explica que o ato de desencorajar o outro é comum. "Acontece muito quando as pessoas acham que aquele sonho é fora do comum." Segundo ela, uma explicação para o impedimento à meta alheia seria a vontade de permanecer confortável. "Se eu boicoto a sua tarefa, não preciso criar um objetivo para mim, nem ver que o outro conseguiu e eu não."




Mas nem sempre isso ocorre por maldade. Algumas vezes, os comentários contrários são preocupações mal verbalizadas. Pais e mães, segundo Vilas Boas, são bons exemplos de pessoas que desencorajam tentando proteger os filhos do sofrimento. "Pode acontecer quando eles (os pais) não conseguem enxergar essa perspectiva ou acreditam que a pessoa não tem repertório para chegar aonde quer." Por isso, a psicóloga salienta que uma das coisas mais importantes a se pensar quando se tem um sonho é o que é preciso fazer para chegar lá — e se o indivíduo está disposto a passar por todas as fases necessárias. "Se alguém quer ser astronauta, mas não gosta de física, não vai conseguir. A pessoa que tem o sonho precisa conhecer seus limites e avaliar se tem condições de realizá-lo."



Objetivos de longo prazo exigem, além de planejamento, força de vontade. Angélica Capelari, psicóloga e professora da Universidade Metodista de São Paulo, explica que, se já é difícil se manter fazendo o que deve ser feito, comentários pseudomotivacionais complicam a meta ainda mais. Quem tem o sonho precisa de incentivo genuíno para não desistir. "Nem sempre se trata de uma sacanagem precipitada, mas atrapalha, pois, geralmente, as pessoas têm que trabalhar arduamente para conseguirem o que querem."



Gabriel Coelho Pinto Correia, 28 anos, tem certeza absoluta de que chegará aonde quer: ao estrelato. Formado em administração de empresas, ele conta que sempre sonhou em ser músico. Aos 6 anos, começou como muitos, cantando no coral da igreja que frequentava, mas garante que conseguirá realizar o sonho de chegar aonde poucos conseguem. Para isso, dedica todo o seu tempo à música. Além de ser vocalista da banda Daros, aprendeu a tocar violão para se apresentar sozinho. "Nunca tive um plano B, acho que sou o único da banda que não tem e nunca terei. Para mim, música é o plano A e sempre será."





Quando compartilha seu sonho, as reações se dividem entre quem já consegue vê-lo ganhando o Grammy e os que se preocupam com o passar do tempo. A banda começou em 2006, mas o contrato com a gravadora — e, consequentemente, a gravação do videoclipe e do CD — só veio em 2010. "Algumas pessoas apoiam, mas vejo que não acreditam. Tem gente que fala mal, que eu estou ‘viajando’, que já estou com 28 anos e a banda ainda não deu certo e que eu não acordei, que não tenho um plano B. Mas mesmo meus outros planos são voltados para a música. Mesmo que os outros desistam, eu não vou desistir nunca."





Quando os pais são os "destruidores"



Gilberto Godoy, psicólogo e professor do UniCeub, explica que há algumas coisas importantes para entender a existência dos matadores de sonhos. Primeiro, segundo ele, é que dentro das características humanas diante da incapacidade de realizações, as pessoas tendem a deixar exalar o que se chama culturalmente de inveja. "Ela nada mais é que o subproduto de nossas incapacidades. Ninguém inveja o que já tem. Isso está muito relacionado ao sentimento de insegurança." Outro fator de destaque seria o comportamento verbal de cada um, que, nem sempre, exprime exatamente o que se passa na cabeça de quem fala. "No comportamento verbal, há o que a pessoa diz, o que ela quis dizer, o que ela faz ao dizer e o que consegue com o que diz", enumera.


No caso dos pais, por vezes, os principais suspeitos (e acusados) de não apoiar os sonhos dos filhos, Godoy diz que o comportamento indica apenas um incômodo, uma preocupação natural. O que importa mesmo é saber esmiuçar o comportamento verbal dos outros e ter firmeza do que se quer. "Quanto mais consistente o objetivo, mais sólido será o caminho até ele." Feito tudo isso, é hora de se vacinar contra o que os outros pensam. "É uma escravidão social. Desde cedo, somos ensinados a nos preocupar com o que estão achando de nós."



O melhor tratamento contra a língua afiada dos outros? Boas doses de autoconhecimento e de seus efeitos colaterais, como a autoconfiança. "Vivemos correndo atrás de sonhos que são produzidos por demandas culturais, e não por nós mesmos", ensina Gilberto Godoy. Não há problema, portanto, em sonhar com uma Ferrari estacionada na frente de uma mansão — desde que a meta seja honesta, e não baseada na tentativa de ser aceito. O caminho para o autoconhecimento e para a definição de objetivos pessoais é vasto, segundo o especialista, e passa por leituras, terapia e convívio social. "Pode ser até em uma conversa com amigos mais experientes e familiares. O que importa é ter contato com pessoas francas, honestas, que darão conselhos confiáveis."



Sempre que conta que sonha em ser autor de novelas, Ítalo Damasceno Souza, 29 anos, escuta comentários positivos. Custear o sonho, contudo, não é fácil. Para "ganhar a vida", ele trabalha como advogado e estuda para concurso público. Mas está longe de reclamar. "Como venho de Teresina (PI), achei que era uma coisa muito distante. Aqui em Brasília é que escrever se tornou uma opção real, junto com estudar para concurso. Agora, não é mais ‘vou estudar para concurso para, quando eu passar, começar a escrever’", explica. Ele conta que, em sua terra natal, ser escritor não despertava muita credibilidade. O escritor seria visto como "uma pessoa louca, que passa fome e vive às custas de subvenção do governo".



A vontade de escrever, contudo, continuou existindo, mesmo com ressalvas vindas até de seus pais. "Eles encaram como um hobby", resume. Na universidade, Ítalo conheceu pessoas que também queriam escrever profissionalmente. Em seguida, a internet possibilitou a divulgação de seus textos. Um concurso de contos, este ano, fez com que suas palavras chegassem ao papel. "Depois desse concurso, vi que daria certo, que existem alternativas que me dariam a chance de ganhar dinheiro com isso", comemora. "Isso passou a se tornar uma possibilidade real, tanto quanto concurso."



Por enquanto, Ítalo considera o direito como um plano B. Não que não veja ligação entre as duas profissões, mas, de acordo com ele, o conhecimento das leis é uma ponte para seu sonho de escrever para a telinha. Embora o plano original seja passar em um concurso para só depois se dedicar aos escritos, no momento, Ítalo vive suas três funções — trabalhar, estudar e escrever — ao mesmo tempo. "Não é fácil, nem sempre dá certo. Em determinado momento, um fica mais intenso, outro menos." Enquanto a aprovação não chega, o sonho vai criando asas. "Talvez, quem sabe, se eu tiver coragem, largo o concurso e fico só escrevendo." 





Como realizar seus sonhos 



Objetivos se atingem com muitos recursos. 


Em primeiro lugar, é preciso saber o que quer e quais são seus valores. Ou seja, não perca o foco do objetivo principal e invista sempre em novas estratégias.


Tenha seu objetivo traçado e definido com precisão.


Após isso, é fundamental fazer uma estruturação de referências para se chegar lá, amparado por convicções de capacidade própria muito fortes. Ou seja, força emocional, entusiasmo e crença na conquista, demore o tempo que custar.


Muitos desabam no meio do caminho, desistem e colocam a culpa no objetivo. Porém, lembre-se: se outros conseguiram, é possível. 


É preciso mudar a estratégia quando algo não estiver dando certo — e esqueça que a palavra "desistência" existe.


Acredite em suas capacidades e não se deixe vencer pelo caminho, não importa o quão longo ele seja. 


Projetos de curto prazo são como querer que sementes plantadas em um dia deem frutos maduros no outro. Sonhos são grandes projetos de longo prazo, demandam persistência, crença, entusiasmo, ações massivas e paciência até que se realizem.



Fonte: Rodrigo Batalha, especialista em desempenho comportamental, palestrante, consultor e autor do livro Desempenho Máximo, estratégias para conquistar os seus objetivos.



(Gláucia Chaves. Revista do Correio. Correio Braziliense, 22.09.2013, ano 8, número 436, Brasília-DF)