TRADUTOR / TRANSLATER

TRADUTOR / TRANSLATER / TRADUCTEUR / TRADUCTOR / TRADUTTORE
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Quem sou eu

Minha foto

Bem-vinda(o) à MarMel visualARTS do premiado artista Ton MarMel que desde infante manifestou dotes para pintura, desenho, escultura, frequentou a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, participou de dezenas de salões, exposições no Brasil e exterior, é Doutor em Direito Público que tem a missão de oferecer conhecimento, obras e serviços de excelência com criatividade, segurança e eficiência. 


SEGUIDORES DE MARMEL

TOTAL DE VISITANTES

DESTAQUE

CARTA ABERTA A EXCELENTÍSSIMA SENHORA PRESIDENTA DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SOBRE A SITUAÇÃO DA ARTE E DO ARTISTA BRASILEIROS - http://marmel-ton-marmel.blogspot.com/2011/09/carta-aberta-excelentissima-senhora.html
- "NÓS,BRINQUEDOS" - Conjunto de mais de 600 TELAS executadas em técnicas diversas, distribuído em 4 Volumes, acompanhado de TEXTO-TESE indicativo que pode ser lido integralmente neste link de postagem anterior http://marmel-ton-marmel.blogspot.com/2011/05/nos-brinquedos.html#links - "NÓS, BRINQUEDOS: porque desde a infância somos nossos próprios brinquedos, realizações, sonhos, projetos, inventos, alegrias e decepções." (MarMel) - "Ninguém te sacudiu pelos ombros quando ainda era tempo. Agora, a argila de que

terça-feira, setembro 30, 2014

FREJAT 22 GOVERNADOR, ADÉLIA 28122 DISTRITAL, AÉCIO 45 PRESIDENTE

"Eu te desejo
Não parar tão cedo
Pois toda idade tem
Prazer e medo


E com os que erram
Feio e bastante
Que você consiga
Ser tolerante


(Adélia Frejat Deputada Distrital 28122, Jofran Frejat Governador 22, Aécio Neves Presidente 45, na visão do artista visual Ton MarMel)

Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero


Desejo
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda exista amor
Pra recomeçar
Pra recomeçar



Eu te desejo muitos amigos
Mas que em um
Você possa confiar
E que tenha até
Inimigos
Pra você não deixar
De duvidar

Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero

Desejo
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda exista amor
Pra recomeçar
Pra recomeçar

Eu desejo
Que você ganhe dinheiro
Pois é preciso
Viver também
E que você diga a ele
Pelo menos uma vez
Quem é mesmo
O dono de quem

Desejo
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda exista amor
Pra recomeçar

Eu desejo
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Pra recomeçar
Pra recomeçar
Pra recomeçar"


(Amor Pra Recomeçar. Frejat)



quarta-feira, setembro 24, 2014

MÁSCARAS

Na época do carnaval algumas pessoas colocam sobre seus rostos fantasias e máscaras de papelão. 



(Máscaras, na visão do artista Ton MarMel)


No cotidiano da vida, algumas pessoas acreditam que precisam usar máscaras para vencerem na vida, se darem bem, conquistarem amores, sucesso, prestígio, ascensão funcional e se relacionarem bem com as demais pessoas, pois acreditam que ninguém as reconheceriam se fossem apresentadas de rosto nú, esquecendo que todas as misérias verdadeiras são íntimas e causadas pelas próprias pessoas ao acreditarem erradamente que as misérias vêm de fora, quando na verdade as formam dentro de si mesmas, da própria substância; esquecendo ainda que a mentira não pode tornar-se verdade pelo fato de que o seu poder cresce, que é mais fácil alcançar um mentiroso do que um coxo, que o mentiroso precisa ter boa memória, que quem mente, mesmo que não seja descoberto, tem o castigo em si mesmo, que há pessoas que que são mentirosas dizendo verdades:dizem-nas com os lábios e mentem com o coração; e, finalizando e lembrando o imortal Mário Quintana,  que "a mentira é uma verdade que se esqueceu de acontecer".


Veja mais obras de Ton MarMel nos seguintes endereços:
MarMel visualARTS blog http://marmel-ton-marmel.blogspot.com...
MarMel Galeria Artmajeur http://www.artmajeur.com/marmel/
MarMel Vídeos Youtube https://www.youtube.com/watch?v=eWIdK...
MarMel Jurista http://antoniomartinsmelo-advogado.bl...


#marmel    #tonmarmel   #ton-marmel    #marmelton    #marmelgaleria    #marmeljurista 



PAIXÃO DA VIA SACRA

Paixão da Via Sacra: O "xis" da opção é vídeo reúne trabalhos esporádicos que fogem a linha técnica e temática habitual executados no ano de 1990 em técnicas diversas, e, "apesar de nunca haver sido cristão assíduo, desde a infância construí essas imagens que a ampulheta acurou".



(A Paixão da Via Sacra na visão do artista Ton MarMel)


A Paixão da Via Sacra (Caminho do Calvário ou do Monte Gólgota em hebreu, ou "o "xis" da opção" como preferi) foi difundido oficialmente pelo Papa Pio XI a partir de 20 de outubro de 1931, com "concessão" de indulgências aos meditantes.

Trilha sonora: Trecho de O Profano, da Peça Carmina Burana. Uma peça musical bastante conhecida hoje, a "Carmina Burana" (do latim carmen,ìnis 'canto, cantiga; e bura(m), em latim vulgar 'pano grosseiro de lã', geralmente escura; por metonímia, designa o hábito de frade ou freira feito com esse tecido) é produto do trabalho dos goliardos e por essa razão é muitas vezes designada como "a ópera profana". Trata-se de uma peça muito vibrante e imponente composta pelo alemão Carl Orff que musicou os versos de um manuscrito dos goliardos com o mesmo nome.

"Carmina Burana" é uma peça muito conhecida. Quem viu os filmes de "Conan o Bárbaro" deve se lembrar dela. Eis a história:

A origem histórica dos goliardos situa-se em torno do século XII, quando o renascimento econômico comercial rompe o imobilismo dos séculos precedentes e aumenta a mobilidade social.

A própria dificuldade de enquadrar os goliardos dentro de um esquema social preciso, como acontecia na Alta Idade Média, quando os papéis sociais eram bem definidos, gera suspeita e escândalo entre os conservadores da época.

Os goliardos, afinal, são jovens intelectuais de espírito livre que, por sua condição econômica e social, são impedidos de se tornar professores das universidades medievais ou mesmo de prosseguir seus estudos, tornando-se intelectuais marginalizados, rebeldes, vivendo de expedientes, eventualmente a serviço dos ricos, seguindo o mestre preferido ou permanecendo onde ensinam professores famosos.

Anárquicos, são opositores de todos aqueles que se reconhecem nas castas sociais medievais, não só aqueles associados ao poder eclesiástico ou político mas também aqueles que estão presos à mediocridade e à ignorância, como os camponeses. Por sua feroz crítica antipapal, são freqüentemente associados ao partido gibelino mas na realidade os goliardos vão além: vêm no Papa não apenas o hipócrita tutor da tradição moral mas também o expoente de uma hierarquia organizada sob a nova força do dinheiro:

L'ordine del clero ai laici è in mala fama:

la sposa di Gesù divien venale

donna pubblica or è, lei che era dama.


Mas também no clero, os goliardos fazem distinção entre os párocos, que são poupados da sua crítica corrosiva por serem considerados vítimas da hierarquia e da avidez dos frades, que, com sua hipócrita profissão de humildade e pobreza, na realidade concorrem com os padres e se apoderam dos fiéis e dos donativos, vivendo uma vida de gozo nos conventos

Os goliardos sofreram perseguições e condenações, e acabaram por desaparecer da cultura dos séculos seguintes, à qual, todavia, deixaram como herança as suas idéias que reviveriam nos intelectuais do Humanismo, durante o Renascimento

(MarMel)


Veja mais obras de Ton MarMel nos seguintes endereços:
MarMel visualARTS blog http://marmel-ton-marmel.blogspot.com...
MarMel Galeria Artmajeur http://www.artmajeur.com/marmel/
MarMel Vídeos Youtube https://www.youtube.com/watch?v=eWIdK...
MarMel Jurista http://antoniomartinsmelo-advogado.bl...





#marmel    #tonmarmel   #ton-marmel    #marmelton    #marmelgaleria    #marmeljurista 



BRASÍLIA EM CORES E TRAÇOS


Vídeo que reúne dezesseis obras de artes plásticas de Ton MarMel inspiradas na plasticidade dos edifícios, projeto urbano e paisagistico de Brasília - DF criada pelos geniais arquitetos Lúcio Costa, Oscar Niemeyer e Burle Marx, com poema SINFONIA DA ALVORADA, composto por Vinícius de Moraes e Tom Jobim, declamado por Vinícius e orquestrado pelo maestro Tom Jobim. por acasião da inauguração festiva de Brasília. 





(Brasília em Cores e Traços na visão do artista Ton MarMel)







"Deste planalto central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada com fé inquebrantávele uma confiança sem limites no seu grande destino." (Brasília, 2 de outubro de 1956). Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira.

Veja mais obras de Ton MarMel nos seguintes endereços:
MarMel visualARTS blog http://marmel-ton-marmel.blogspot.com...
MarMel Galeria Artmajeur http://www.artmajeur.com/marmel/
MarMel Vídeos Youtube https://www.youtube.com/watch?v=eWIdK...
MarMel Jurista http://antoniomartinsmelo-advogado.bl...




#marmel #tonmarmel #ton-marmel #marmelton #marmelgaleria #marmeljurista


NÓS E DIREITOS HUMANOS


EXPOSIÇAO ITINERANTE comemorativa dos 60 ANOS da DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS composta de 30 OBRAS INTERPRETATIVAS DE TODOS OS ARTIGOS DA LEI UNIVERSAL, elaboradas sob diversas técnicas, que serviram de indicativo para confecção de Cartilha Popular. Brasília-DF, Brazil, 2007-2008.



(Nós e Direitos Humanos na interpretação do artista Ton MarMel)



Veja mais obras de Ton MarMel nos seguintes endereços:
MarMel visualARTS blog http://marmel-ton-marmel.blogspot.com...
MarMel Galeria Artmajeur http://www.artmajeur.com/marmel/
MarMel Vídeos Youtube https://www.youtube.com/watch?v=eWIdK...
MarMel Jurista http://antoniomartinsmelo-advogado.bl...




#marmel     #tonmarmel    #ton-marmel     #marmelton     #marmelgaleria     #marmeljurista 


NÓS, BRINQUEDOS

Ilustrações de obras de Artes Visuais pertencentes ao conjunto de mais de 600 telas executadas em técnicas diversas sob o tema "NÓS, BRINQUEDOS" distribuídas em 4 Volumes, acompanhados de Texto-tese indicativo, executadas entre 2008 e 2010 pelo artista Ton MarMel. 


(Nós, Brinquedos, em vídeo na visão de Ton MarMel)


"NÓS, BRINQUEDOS: porque desde a infância somos nossos próprios brinquedos, realizações, sonhos, projetos, inventos, alegrias e decepções." (Ton Marmel). 

"Ninguém te sacudiu pelos ombros quando ainda era tempo. Agora, a argila de que és feito já secou e endureceu e nada mais poderá despertar em ti o místico adormecido ou o poeta ou o astrônomo que talvez te habitassem." (Exupéry)



Veja mais obras de Ton MarMel nos seguintes endereços:
MarMel visualARTS blog  http://marmel-ton-marmel.blogspot.com.br/
MarMel Galeria Artmajeur   http://www.artmajeur.com/marmel/
MarMel Vídeos Youtube  https://www.youtube.com/watch?v=eWIdKf9CrRk&list=PL43046A5F8628409D
MarMel Jurista   http://antoniomartinsmelo-advogado.blogspot.com.br/










NÓS PODEMOS MUDAR O MUNDO

Vídeo que reúne 101 telas de artes plásticas elaboradas em técnicas diversas no ano de 2007 sobre meio ambiente, ecologia, qualidade de vida na ótica de MarMel, artista plástico. 





(Nós Podemos Mudar o Mundo, vídeo que ilustra a visão de Ton MarMel)




Afinal, O UNIVERSO TEM MAIS DE 1 (UM) MILHÃO DE PLANETAS. SÓ NOSSA GALÁXIA POSSUI 278 PLANETAS E APENAS O PLANETA TERRA POSSUI VIDA, AO QUE SE SABE, ATÉ HOJE. O PLANETA TERRA TEM CUIDADO BEM DE TODOS E PRECISA DE NOSSA AJUDA E RETRIBUIÇÃO. SEMPRE É POSSÍVEL FAZER ALGO E MUDAR VELHOS HÁBITOS. CADA SER HUMANO É ÚNICO E CADA PARTICIPAÇÃO E VIDA FAZEM A DIFERENÇA. PEQUENAS AÇÕES COTIDIANAS DE CADA UM PODEM MELHORAR A VIDA, REDUZIR O AQUECIMENTO GLOBAL E A POLUIÇÃO. A COR DO PLANETA E A VIDA NO PLANETA DEPENDEM DE NÓS. NÓS PODEMOS MUDAR O MUNDO, A VIDA AGRADECE. 

Afinal, somos feitos da matéria dos sonhos; nossa vida pequenina é cercada pelo sono, e a tela de nossa vida é composta de fios misturados: de bens e de males; pois nossa vida não é um espetáculo, nem uma festa eterna, nem sofrimento sem fim: é um transe, um eterno cortar de cebolas, um presente - que merecemos - quando entregamos, e, apesar de que não nos damos, mas esta nos é dada, encontramo-nos nela sem saber como nem por quê; mas do fato de que ela nos é dada resulta que temos de fazê-la nós mesmos, cada um a sua, e, nesse fazer, restituir o que nos foi dado para que outras gerações também a tenham, e a tenham em abundância. 

Afinal, a natureza fez e faz a parte dela, agora existe a obrigação de cada um fazer a sua parte, seja através de conhecimentos cotidianos empíricos, ciência, talento, sensibilidade, emoção e arte.



"Não chores meu filho; não chores, que a vida é luta renhida; viver é lutar. A vida é combate que os fracos abate, que os fortes, os bravos só pode exaltar." (Gonçalves Dias).


Veja mais obras de Ton MarMel nos seguintes endereços:
MarMel visualARTS blog  http://marmel-ton-marmel.blogspot.com.br/
MarMel Galeria Artmajeur   http://www.artmajeur.com/marmel/
MarMel Vídeos Youtube  https://www.youtube.com/watch?v=eWIdKf9CrRk&list=PL43046A5F8628409D
MarMel Jurista   http://antoniomartinsmelo-advogado.blogspot.com.br/







terça-feira, setembro 23, 2014

ABELARDO - 90 anos - DA HORA

“As artes plásticas pernambucanas perdem um de seus integrantes mais talentosos na manhã desta terça-feira. O desenhista, gravurista, ceramista e escultor Abelardo da Hora, de 90 anos, faleceu devido a um edema pulmonar, às 8h45, após passar quatro semanas internado no hospital Memorial São José. Ao longo de 2014, o artista já havia sido internado várias vezes devido a problemas respiratórios, mas sua situação se agravou nos últimos dias. Viúvo, Abelardo deixa sete filhos.



Um dos pilares da arte moderna em Pernambuco, sua atuação foi extensa e produtiva, em uma carreira que ultrapassou 60 anos de duração. Sua última obra pública foi a escultura O artilheiro, erguida na Arena Pernambuco e inaugurada no dia 31 de julho, aniversário do artista, que nasceu em Nazaré da Mata em 1924.




Nesta última internação hospitalar, Abelardo enfrentou uma virose, uma pneumonia, uma infecção pulmonar e um AVC, antes de sofrer o endema que o vitimou. "Ele foi um guerreiro que driblou tudo isso enquanto estava no hospital", observou Abelardo da Hora Filho, que o ajudava de perto em seus últimos projetos. Segundo ele, um dos motivos dos problemas respiratórios de seu pai era o contato com os materiais que trabalhava em seu ateliê, como pós de cimento e gesso.


Ele nunca deixou de trabalhar em suas esculturas. Muitas vezes, a discussão de temáticas sociais e a abordagem de tipos populares foram objeto da atenção de Abelardo. Além de seu talento artístico, a atuação de Abelardo também foi na esfera política e chegou a ser secretário de cultura do Recife.”




(Fonte: Correio Braziliense)

sexta-feira, setembro 19, 2014

JOFRAN FREJAT GOVERNADOR DF 22


Como bem disse Jorge Vanderlley: "A esquerda romântica encontrou em Pepe Mujica um novo ídolo. Afinal, fica difícil aplaudir petistas e bolivarianos em geral como exemplos da postura espartana daqueles que rejeitam supostamente a ganância e a “ditadura” dos mercados consumistas. O presidente uruguaio, com aquele estilo molambo e as unhas sujas à mostra, fazia um estilo irresistível para os que cultuam o pobrismo – e nunca são os próprios pobres. 



(Jofran Frejat Governador 22, por Ton MarMel  #marmel    #tonmarmel  #marmelton   #marmelgaleria  #marmeljurista  )


Mas vejam que interessante: o patrimônio do homem (Mujica) aumentou mais de 70% em apenas dois anos, e hoje ele já é praticamente um milionário! Ele teria, oficialmente, mais de R$ 700 mil acumulados em bens, em propriedade privada, o demônio para os comunistas. É uma quantia que despertaria a inveja de muito trabalhador por aí. Como conciliar isso ao estilo humilde do sujeito descolado que não liga para bens materiais? 



É verdade que Mujica ainda pode ser visto como um pobretão, quase um miserável se comparado ao alto escalão do PT, com vários milionários, a começar por Lula, o ex-operário e “homem do povo”. Mas não pode ser tratado como “humilde” frente a milhões de brasileiros, que labutam de sol a sol para chegar ao final do mês com pouca dívida a pagar. 




Em A elegância do ouriço, Muriel Barbery usa uma das narradoras, uma menina muito inteligente de 13 anos, para descrever o desconforto com essa atitude [de ricos que enaltecem a pobreza, no caso sua mãe]. Elas moram em um endereço de luxo em Paris, repletas de conforto. Não obstante, sua mãe vive a pregar o socialismo, entre uma conversa e outra com suas plantas. E claro, mesmo depois de dez anos de terapia, ela ainda precisa tomar remédio para dormir… 


O autor coloca na outra narradora da história, uma concierge humilde, porém extremamente culta, as palavras de desprezo em relação ao grupo de riquinhos mimados que tentam aparentar um estilo artificial de pobreza cool: 



Se tem uma coisa que abomino, é essa perversão dos ricos que se vestem como pobres, com uns trapos que ficam caindo, uns bonés de lã cinza, sapatos de mendigo e camisas floridas debaixo de suéteres surrados. É não só feio mas insultante; nada é mais desprezível que o desprezo dos ricos pelo desejo dos pobres. 



No entanto, basta frequentar uma faculdade privada para ver a quantidade de jovens que aderem a esse estilo “riponga”, com suas camisetas do Che Guevara, apenas para entrar depois em seus carros importados do ano. São os “revolucionários de Facebook”, que escrevem em seus perfis da rede social americana o quanto odeiam o sistema capitalista americano e o lucro que tornou o instrumento viável. 



É fácil enaltecer o estilo de Mujica quando não se é pobre de verdade. Afinal, como sabia Joãozinho Trinta, quem gosta de pobreza é intelectual, já que pobre gosta mesmo é de luxo!"



Por outro lado, cá do meu Plano Alto de Brasília, prefiro dar crédito a quem merece, a quem lutou a vida inteira: Jofran Frejat; cidadão que nasceu no interior do país (Floriano-PI), veio para Brasília novo, estudou medicina no Rio, fez cursos de aperfeiçoamento na França, tem uma trajetória de vida pública exemplar.